de de

Conclusão 12 livros para 2016

Oi gente! Quanto tempo! rsrsrs 2016 foi um ano conturbado em muitos aspectos, mas eu acho que consegui ler bastante diante de todas as circunstâncias, ficaram três livros para 2017 e um livro que eu abandonei.



Vou colocar abaixo um pouquinho sobre cada livro e o vídeo que gravei. Espero que gostem. Semana que vem eu publico o vídeo com a meta para 2017.

1- Um livro para reler - Para ler como escritor (Francine Prose)
Não consegui reler de novo. =P Estou planejando desde 2015, mas em 2017 tenho certeza que consigo!
Li a primeira vez em e-book no Kobo, mas ele apagou todas as anotações que eu fiz, então comprei o exemplar físico para reler e anotar tudo de novo kkkkkk
O que me lembro do livro é que ele é muito bom, tem dicas ótimas e eu PRECISO reler!

2 - Um livro para conhecer um autor - Os Miseráveis (Victor Hugo)
E eu consegui ler esse grandalhão!! EEEEE Graças a leitura coletiva consegui me motivar e chegar ao fim dessa história incrível e enoooorme. Olha o link do álbum aí: https://www.facebook.com/pg/livroecafe/photos/?tab=album&album_id=1086420261392902
Quero fazer a resenha dele, mas preciso de um pouco mais de tempo. Também li "A tentação do impossível" escrito pelo incrível Mário Vargas Llosa que conseguiu me esclarecer muitas coisas que eu não havia percebido. Apesar que seria bom eu ter um conhecimento maior da história da França naquele período.
O que posso dizer é que esperei para assistir o musical "Os miseráveis" na Netflix depois de terminar o livro... Adivinhem o que aconteceu? Saiu do catálogo ¬¬
Mas tudo bem, qualquer dia eu alugo o DVD.

3 - Todo mundo leu, menos eu - Extraordinário (R. J. Palácio)
Que história mais linda do mundo!! E agora terá um filme! Se você ainda não leu, precisa ler AGORA! Ela é contada do ponto de vista de vários personagens, não ao mesmo tempo claro. Por isso, temos a oportunidade de registrá-la por diferentes olhares e nos colocar naquele que nos parece mais confortável. Também pode ser lida em qualquer idade, o que parece sempre uma grande vantagem quando a história é tão bela e inspiradora.

4 - Para alimentar o amor - Cartas de um diabo a seu aprendiz (C. S. Lewis)
Fiz várias anotações e em breve farei a resenha. Mas ainda não me decidi se gostei ou desgostei. Fala bastante sobre religião, de um modo sarcástico, pois ele utiliza a voz de um demônio para dizer o que não deveríamos fazer. Muitas coisas são apenas moralismos, mas muitas estão bem certas.

5 - Para matar a curiosidade - O menino do dedo verde (Maurice Druon)
Acredito que esse seja um clássico francês infantil e, mesmo sem saber do que se tratava, minha mãe me deu como presente de aniversário em 2015 (no auge dos meus 26 anos rsrsrs). Parece haver uma 'disputa' entre qual clássico é melhor: 'O pequeno príncipe' ou 'O menino do dedo verde'. Se eu preciso opinar, seria o segundo.
Richas à parte, esse livro também traz uma história fofa, mágica e deslumbrante. Se você o ler para uma criança, com certeza ela (e você) ficará encantada.

6 - Para dar uma segunda chance - A cidade do sol (Khaled Hosseini)
Há alguns anos eu abandonei a leitura de um dos livros do Khaled Hosseini, mas durante a leitura deste percebi que só pode ter sido 'O caçador de pipas', porque eu me lembrava dessa história.
Sabe quando você assistiu um filme há muito tempo e já não se lembra nada, mas quando começa a assistir vai percebendo que já sabia de tudo aquilo?
Enfim, gostei muito da história, me fez refletir mesmo depois de terminar a leitura. Chorei muito em várias partes e até parei de ler porque meus olhos não deixavam de lacrimejar. O que mais me entristecia nem era a história em si, mas o fato de ela poder ser real e estar acontecendo ou ter acontecido com muitas mulheres e crianças em vários países.
Se querem chorar e refletir por dias a fio, leiam esse livro.

7 - Para desencalhar - Freakonomics e Super Freakonomics (Levitt & Dubner)
Esse eu ainda estou lendo, mas estou adorando! São tantas curiosidades embasadas com dados que eu AMEIII! Quem não me conhece não sabe, mas eu adoro esses dados que parecem inúteis, ainda mais se estão fundamentados!
Quando terminar a leitura eu conto tudo em um vídeo ou em uma resenha.

8 - Para descansar - O guia do mochileiro das galáxias (Douglas Adams)
Não li. =( Na verdade eu já li até a metade do terceiro, no entanto, quero ler todos novamente, porque não sei se conseguiria lembrar todos os pormenores complexos dessa história.

9 - Para entender porque comprei - O Hobbit (J. R. R. Tolkien - Ilustrado por David Wenzel e Adaptado por Charles Dixon)
Infelizmente, este eu não consegui terminar. Talvez mais para frente eu tente o querido J. R. R. Tolkien de novo, mas por enquanto eu ainda não consigo ficar acordada durante as histórias dele rsrsrs Mas é um livro belíssimo e super recomendo para quem gosta do autor.

10 - Finalmente eu vou ler - Fahrenheit 451 (Ray Bradbury)
Sim, esse foi um ano de livros excepcionais. Incluindo este maravilhoso com uma prosa poética incrível. Não sei se a prosa dele é considerada poética, mas pra mim foi bastante tocante rsrsrs. A mensagem do livro também, apesar de não ser uma história nova, parece ter sido escrita ontem.
Antes de ler estava imaginando como o autor conseguiria transferir para o leitor a ideia desse mundo estranho em que as pessoas preferem queimar os livros ao invés de lê-los, mas desde o início fica tudo muito claro por todas as atitudes de uma personagem que o protagonista conhece e por tudo que ela diz.
Vou deixar os maiores comentários para a resenha, só posso adiantar que é um livro curto e incrível, ou seja, não te custa nada ler, hehehe.

11 - Ou fica, ou vai - E então Paulette... (Barbara Constantine)
Esse foi um livro morno, quer dizer, eu gostei, mas não foi sensacional. A tal da Paulette só vai aparecer mesmo nas últimas páginas, então eu fiquei me perguntando o livro todo onde estaria essa bendita personagem kkkkkk. Mas é uma história tranquila, assim como o ambiente em que os personagens estão. Vamos acompanhar um idoso que, sem querer querendo, vai acabar chamando outros idosos para morar com ele e, inclusive, outros jovens também, por motivos diversos. Então é interessante ver a aproximação de todos eles e como lidam com seus problemas individuais. Um livro bonitinho.

12 - Eu tenho que ler - A arte da pontuação (Noah Lukeman)
Eu tinha que ler, mas não li rsrsrs. Acho que fiquei saturada das leituras da faculdade e acabei deixando ele de lado para pegar livros mais 'divertidos'. Mas programei para esse ano novamente.