de de

Destrua este diário - Keri Smith

EU GANHEIII!!

Obrigada Fer!

Ganhei um livro chamado "Destrua este Diário".

Fonte
Para quem ainda não conhece essa novidade confira na busca de imagens do Google o que aparece. Clique aqui para a busca.

Além disso existem vários vídeos na internet sobre isso. Um deles me fez rir demais. É o vídeo do Bruno, do canal "minhaestante". Clique aqui para ver o vídeo.

Mas agora que eu ganhei o livro eu preciso comprar uma câmera para me gravar destruindo o livro. MuHaHAHA

Enfim, estou empolgada e se não tiver a câmera eu vou tirar fotos mesmo.

Uma coisa que me surpreendeu é que o livro é grande, quer dizer, tem 224 páginas, quando eu achei que seriam umas 50 páginas no máximo. Ele foi classificado juntamente com os livros de artes e eu achei bem apropriado, apesar de não existir uma classificação para livros cujo destino é serem destruídos. Já percebi também que algumas instruções são difíceis, por exemplo: "Reúna aqui os selos de todas as cartas que você já recebeu". Peraí, eu vou cortar os envelopes das preciosas cartas que eu já recebi?! No way! Vou ter que encontrar outra forma de fazer isso...

Então brevemente (ou não) postarei o vídeo, ou as fotos do livro sendo destruído.


de de

O lado bom da vida - Matthew Quick

Um dia desses estava eu sem coragem de fazer qualquer coisa e resolvi procurar filmes completos no YouTube, eis que encontrei "O lado bom da vida", vi o trailer e resolvi assistir o filme. Adorei o filme! Como não havia pesquisado nada sobre ele antes estava achando que já era um filme antigo, mas qual não foi minha surpresa ao descobrir que o filme é muito recente e ele ainda foi baseado em um livro!

Óbvio que eu precisava ler esse livro.

Então terminei de ler o livro e tive que assistir o filme de novo para poder anotar as diferenças, pois são muitas. Mesmo assim, tanto livro quanto filme são ótimos.

Fonte

Sinopse

O livro conta a história de Pat Peoples, um homem que passa um período em um hospital psiquiátrico afastado de sua família e de sua ex-esposa Nikki. Ao sair do hospital ele vai morar com os pais, não possuindo autorização judicial para se aproximar de sua ex-mulher ele encara isso como "o tempo separados". Pat tenta ver o lado bom de tudo e procura fazer muitos exercícios físicos para continuar tendo controle emocional sobre si mesmo e para ter um corpo bonito para Nikki. Também resolve ler os clássicos literários que Nikki (professora de literatura) ensina para seus alunos, na esperança que, ao reencontrá-la, ele consiga impressioná-la com sua recente erudição.

Opinião sobre o livro


de de

Guia da Filosofia - Superinteressante Coleções

Outra revista/livro que tive o privilégio de assinar ano passado foi a Superinteressante Coleções. Na verdade é um livro em forma de revista que chega todo mês com um tema diferente. No mês de janeiro/2014 o tema foi Filosofia.

Fala sobre os principais filósofos/pensadores da história da humanidade com uma excelente linha do tempo. No final algumas reflexões sobre consciência e existência, algumas sugestões de leituras, de filmes, jogos, etc.

O guia da filosofia


Eu adorei o tema e adorei a revista. Deu um trabalhão fazer o resumo, porque é muita coisa já condensada e ter que condensar mais ainda foi um sufoco, mas eu consegui terminar e abaixo vocês poderão conferir o resultado. Eu recomendo para quem não entende nada de filosofia e gostaria de saber alguma coisa e, talvez, também para os entendidos que podem avaliar se a revista realmente fez um bom resumo ou não.

A revista inicia com um "FAQ filosófico" com as seguintes perguntas:

  • Sócrates existiu apenas na imaginação de Platão?
  • Platão teve um amor platônico?
  • É verdade que Santo Agostinho nunca foi santo?
  • Marx era um burguês?
  • Algum filósofo contemporâneo pode ser comparado a Platão ou Aristóteles?
  • É verdade que Nietzsche inspirou ideias nazistas?
  • Afinal, para que serve a filosofia?

de de

Matérias da faculdade: Prática de Ensino - Trajetória da Práxis

Neste ano, teoricamente, eu começo o meu estágio. Digo teoricamente porque eu posso começar, mas não sei se vou. Mas uma das matérias que tenho esse semestre é Prática de Ensino: Trajetória da Práxis. O nome pomposo é para dizer que começamos com a prática da docência.

Fonte da imagem
Confesso que tenho muito medo dessa parte: o estágio. Desde ficar na sala observando o professor até ser o professor. Já dei aula de tudo que é coisa, mas português sempre foi a matéria que eu tinha objetivo de lecionar, e é por isso que tenho mais medo, porque não me sinto capacitada para isso. Claro que, ao planejar a aula, eu vou estudar bem mais a fundo o tema que irei trabalhar nela, mas mesmo assim tenho muito receio de descobrir que eu não sei dar aula de português.

Enfim, dentro da matéria "Prática de Ensino: Trajetória da Práxis" (que vai iniciar oficialmente dia 14/02, mas que eu já li e já respondi as questões porque estava ansiosa) é trabalhado essa questão do estágio na prática, desde a relação do professor estagiário com o professor titular até o tipo de professor que o estagiário pretende ser.

Sobre o papel do professor na sociedade é dito que ele precisa ter uma visão política para que possa criticar e procurar a resolução dos problemas vivenciados no dia-a-dia. Além de auxiliar os alunos no desenvolvimento cognitivo, afetivo e social. Concordo com as duas afirmações, mas também vejo que, depois de sair empolgado da faculdade o professor tem esperança de encontrar alunos sedentos pelo conhecimento, quando na verdade se depara com alunos que não tem interesse em aprender, e pior, não tem respeito pelo ser que está tentando transmitir algum saber.